#enfrentaroCOVID – 2. Confinados

por José Carlos Pinto da Costa, PhD em Antropologia, investigador no CRIA-NOVA FCSH


Saltando as barreiras entre as espécies, o SARS-CoV-2 rapidamente propagou a sua atividade desde o nível mais microscópico das estruturas da quase-vida até ao nível mais macroscópico da biosfera, ajudando a evidenciar os efeitos da ação humana sobre o clima, por exemplo. A proliferação feroz do SARS-CoV-2 provocou e continua a provocar alterações na arquitetura e nos efeitos do Antropoceno. Leia mais

ETNOGRAFIAS DOS NOSSOS DIAS… ESTRANHOS (27) – na fila de espera… ou ‘a loucura da normalidade’

por Humberto Martins (CRIA-UMinho | UTAD)


Somos doze, doze pessoas em fila de espera para entrar na mercearia do Sr. João e da dona Fátima. Doze pessoas em suspenso, sem se falarem, distanciadas entre si cerca de metro e meio. Parece que nos olhamos desconfiados. Somos estranhos de e a nós mesmos, perdidos nas limitações que nos impõem os especialistas de saúde. Sacos debaixo do braço, três pessoas com máscara – cada qual de seu feitio. Também tenho a minha; utilizei ontem pela primeira vez e só a pretendo levar quando for a supermercados; na verdade, só vou a supermercados agora; bom, uma ou outra vez a um posto de abastecimento de gasolina, ao multibanco, ao talho. Leia mais

ETNOGRAFIAS DOS NOSSOS DIAS… ESTRANHOS (1)

por Humberto Martins (CRIA-UMinho | UTAD)


Acabo de receber um email de uma colega… “Amor em tempo de coronavírus!”, glosando o título da obra de García Márquez. Conta-me ao longe o que é a sua nova realidade familiar. Amor, desespero, impaciência (e o seu reverso)… filhos, tarefas domésticas, aulas (à distância de um clique?!) Este é o primeiro dia do resto das nossas vidas! Subitamente, ou talvez não, a realidade parece que nos submerge num pesadelo. É isso que me diz Elsa, minha companheira, logo pela manhã. “Não achas que tudo isto é um pesadelo?” Ela habituada à micro e nanoescala das bactérias e fungos lá no Ricardo Jorge, no Instituto Nacional de Saúde, onde investiga há anos cianobactérias (aqueles microrganismos verdes que muito concentrados nas águas dos rios parecem algas). Nem sei bem o que dizer. Leia mais