DERIVA COTIDIANA | Vida de Apartamento

por Rafael F. A. Bezzon, doutorando em Ciências Sociais  da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil


O antropólogo francês Michel Agier defende em um de seus livros (Encontros Etnográficos – contexto, interação, comparação, 2015), e concordo com ele, que “Não existe etnólogo sem uma partida, sem sair de casa e ir olhar o mundo […]”. Em tempos de circulação controlada de pessoas, coisas e mercadorias, esse movimento de pesquisa, orientado por princípios como o de “Olhar, Ouvir e Escrever” – para lembrar os ensinamentos do antropólogo Roberto Cardoso de Oliveira -, se mostra um tanto quanto complicado. Leia mais

DERIVA COTIDIANA | Dia-a-Dia, Outono I

por Rafael F. A. Bezzon, doutorando em Ciências Sociais  da Universidade Estadual Paulista (UNESP), Brasil

“Tenho apenas duas mãos  e o sentimento do mundo, […]”
(Carlos Drummond de Andrade)

Certa vez, assistindo a um documentário do poeta Paulo Leminski no Youtube, “A Ervilha da Fantasia” (1985) – com direção de Werner Schumann -, me deparei com a seguinte frase: “(…) É através da loucura dos poetas, através da ruptura que eles representam que a sociedade respira.” Leia mais