Rito de Passagem

por Bruno Urbano, Licenciado em Antropologia (NOVA FCSH), Pós-Graduação em Antropologia Aplicada (NOVA FCSH), Pós-Graduação em Ciências da Comunicação (Universidade Católica de Lisboa)


O gesto humano é uma manifestação de intencionalidade simbólica. Enquanto facto humano o confinamento pandémico implica uma modificação comportamental, submetido à passagem de um estado, ou situação relacional, a outra. Pela alteração de movimentos dos corpos, dos gestos exibidos, enquanto ato o confinamento refere-se também ao potencial inerente no próprio conceito de mudança, esta implica uma transformação. Leia mais

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search