Uma etnografia virtual com os Suruí-Aikewara em tempo de pandemia

por Donizete Rodrigues, Professor Auxiliar da Universidade da Beira Interior e Investigador do CRIA-NOVA FCSH


Com a ajuda financeira da FCT (Portugal) e da CAPES (Brasil) comecei a desenvolver o projeto “Estudo antropológico e sociológico de identidades e expressões religiosas na Amazônia”. Seguindo a metodologia clássica antropológica (observação-participante), entre 2017 e 2019, fiz etnografia com os Suruí-Aikewara, etnia que vive no Médio Tocantins, Estado do Pará, Brasil, nomeadamente nas aldeias Sororó (sede), Itahy e Yetá. Leia mais

O OLHAR ANTROPOLÓGICO PELA JANELA (IN)DISCRETA: desafios para quem investiga em campo

por Denise Machado Cardoso,  investigadora no Laboratório de Antropologia do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Pará (Brasil)


A pesquisa etnográfica é uma das principais características do fazer antropológico e tem sido aperfeiçoada pela troca de experiências e reflexões realizadas por quem vivencia a pesquisa de campo. Nesse contexto no qual o isolamento social e o confinamento voluntário se apresentam como uma das maneiras de evitar os impactos da pandemia da COVID 19, ou Corona Vírus, há que se pensar os limites impostos às saídas a campo para fins de estudos antropológicos. Leia mais