Não estamos todos no mesmo barco

por Catarina Leal, doutoranda em Antropologia: Políticas e Imagens da Cultura e Museologia (CRIA, ISCTE, NOVA FCSH), com Maisie Rozzo, jovem da Greve Climática Estudantil do Algarve


No dia 19 de março de 2021, durante o estado de emergência e o segundo confinamento declarado em Portugal, cerca de 10 jovens da greve climática estudantil do Algarve, maioritariamente do Ensino Secundário, decidiram participar numa concentração em frente ao mercado municipal de Faro, para lutar por justiça social e climática. A jovem entrevistada fala sobre a sua motivação para participar no protesto, a forma de organização do grupo, o tipo de acções que desenvolvem, o que defendem, entre outras questões.

Faro, 19 de março de 2021



Citar este post
CRIA (2021, 23 Abril). Não estamos todos no mesmo barco. CONFINARIA. Recuperado em 27 de Maio de 2024, de https://doi.org/10.58079/n2ad

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search